Resultado de Exames

Central de Atendimento

Pronto Atendimento

(51) 3023.9090

Notícias

NOVA UTI PARA IDOSOS

20.Maio.2016

BENEFICÊNCIA BUSCA DOAÇÕES INCENTIVADAS

Em parceria com o COMUI, a ação beneficia pacientes idosos de Porto Alegre, Região Metropolitana e municípios situados em áreas carentes de leitos de UTI

Um inovador projeto para ampliação da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), de 17 para 31 leitos, poderá representar um forte impulso na trajetória de consolidação e de crescimento da Beneficência Portuguesa. A proposta de expansão, apresentada pela Associação Portuguesa de Beneficência, foi recentemente aprovada pelos analistas do Conselho Municipal do Idoso (COMUI), de Porto Alegre, que autorizaram a gestora hospitalar captar junto a doadores pouco mais de três milhões de reais em parceria com o Fundo Municipal do Idoso.

Os recursos serão destinados à implantação de uma nova ala de UTI inteiramente equipada e voltada ao atendimento de pacientes com mais de 60 anos. A unidade entrará em funcionamento após a conclusão das obras de revitalização previstas em um espaço de 426m², na histórica sede do Hospital, localizado na Avenida Independência, 270.

O projeto beneficiará, além da capital, toda a Região Metropolitana e os municípios gaúchos situados em áreas carentes de leitos de UTI, cujos sistemas de saúde são subordinados à regulação do SUS em Porto Alegre. A meta da Beneficência é ampliar e qualificar a atenção destinada a idosos em risco de morte, acolhendo também pacientes oriundos do SUS, IPERGS, convênios privados e particulares.

O advogado José Antônio Pereira de Souza, presidente da Beneficência Portuguesa, justifica a iniciativa: “As mazelas da vida contemporânea, somadas aos crescentes índices de envelhecimento da população brasileira, impelem a Beneficência a adotar medidas em resposta às pressões diárias pela abertura de novos leitos de UTI. Essa necessidade é refletida nas estatísticas, cujos números revelam o rápido processo de envelhecimento da população gaúcha”.

Baseado em dados atuais do IBGE, Pereira de Souza observa que o Estado tem hoje 1.829.027 habitantes com idades entre 60 e 90 anos e que a população de idosos vai aumentar nas próximas décadas: “Em 2030, serão 2.802.027 idosos. Diante dessa perspectiva, a Beneficência trata desde já de elevar a oferta de leitos de UTI, com os olhos postos naqueles que pertencem ou farão parte, em breve tempo, da faixa etária mais vulnerável.”

Com as instalações físicas prontas, a Beneficência planeja acolher cerca de 360 pacientes por ano na unidade. Serão contratados 14 médicos intensivistas, além de fonoaudiólogos, nutrólogos, fisioterapeutas, geriatras, psicólogos e outros especialistas em cuidar de pacientes idosos de longa internação. Também serão efetivadas 14 enfermeiras graduadas, 20 técnicas em enfermagem e pessoal de apoio, elevando a oferta de empregos no setor hospitalar na Capital.

Para viabilizar a remodelação da área física e o aumento do número de leitos da atual UTI, a Instituição promove articulação com setores do empresariado, com o objetivo de organizar um grupo permanente de doadores e voluntários para apoiar as iniciativas filantrópicas da entidade hospitalar. Do mesmo modo, estão em desenvolvimento ações para nuclear em rede as personalidades que nasceram na antiga maternidade da Beneficência Portuguesa, para que atuarão em apoio ao Hospital junto ao público.

Com 162 anos de tradição no setor filantrópico de raiz no campo da Saúde, a Associação Portuguesa de Beneficência sempre dedicou atenção especial aos idosos. Em 2014 e 2015, as equipes multidisciplinares da Beneficência acolheram 5.170 idosos com idades entre 60 a 100 anos, aos quais, além de cuidados médicos, foram servidas 222.320 refeições durante as internações. Dentre eles, 427 foram cuidados na UTI do Hospital, alcançando um total de 8.540 dias de internação.

Para receber as doações dedutíveis no Imposto de Renda, tanto de pessoas jurídicas quanto de pessoas físicas, a Beneficência organizou grupo de captação de recursos, habilitado a esclarecer qualquer dúvida sobre como os interessados devem proceder. Pela legislação em vigor, as pessoas jurídicas doadoras podem abater até 1% do IR devido. Já as pessoas físicas podem destinar ao projeto até o limite de 6% do imposto a pagar.

 

Para mais informações sobre o projeto:
Ana Nichele, pelo fone 51.3023.9153 ou por e-mail:
ana.nichele@beneficenciars.org.br  

 

Beneficência abre Serviço de Endoscopia e Colonoscopia

25.Abril.2016

Hospital investe em tecnologia avançada para qualificar atendimentos

Associados do IPE, convênios e particulares já podem agendar exames no novo Serviço de Endoscopia e Colonoscopia do Hospital Beneficência Portuguesa de Porto Alegre. Para fins de diagnóstico e terapêutica, a Endoscopia e a Colonoscopia são especialidades médicas utilizadas na obtenção imagens internas do tubo digestivo, incluindo o esôfago, o estômago, o duodeno, o cólon e o reto. A unidade conta com confortáveis instalações para exames e recuperação dos pacientes.

Para José Antônio Pereira de Souza, presidente da Beneficência, a iniciativa é mais um passo no sentido de dotar a instituição de tecnologias e de equipamentos de ponta, elevando a qualidade dos cuidados dedicados aos pacientes do tradicional Hospital.  “Nosso objetivo é tornar a Beneficência um estabelecimento hospitalar referência no atendimento voltado aos pacientes do IPE. Buscamos uma medicina destinada a resolver os problemas de saúde daqueles que procuram por segurança e rapidez”, explica Pereira de Souza.

O paciente por dentro

Exames endoscópicos são apoios necessários aos diagnósticos porque revelam as causas de patologias e indicam os caminhos para tratamentos mais efetivos. As endoscopias são empregadas no acompanhamento de pacientes crônicos, com enfermidades inflamatórias do aparelho digestivo. Oportunizam, assim, a identificação da Doença de Crohn, uma grave infecção do trato gastrointestinal. O Crohn afeta, predominantemente, a parte inferior do intestino delgado (íleo) e do intestino grosso (cólon). As endoscopias permitem, também, o diagnóstico da doença celíaca.

O Serviço de Endoscopia e Colonoscopia da Beneficência está habilitado a realizar tanto as endoscopias digestivas altas como as baixas. Na endoscopia alta, o exame indolor é realizado com a introdução pela boca de um aparelho flexível dotado de iluminação central, que possibilita a visualização perfeita do trajeto. Pode ser efetuado com os recursos da anestesia tópica na garganta ou de sedação, com medicação administrada por via venosa, o que elimina qualquer sensação desagradável ao paciente. O processo é semelhante na endoscopia baixa, cujos procedimentos incluem exames do reto ou do cólon, servindo para, em caso de existência, retirar pólipos do intestino. A medida previne o desenvolvimento de câncer intestinal, extremamente traiçoeiro, eis que quando os sintomas aparecem a doença já se encontra em estado mais adiantado.

25/04/2016

Mais informações
Agendamento de exames: 51.3023.9022
Hospital Beneficência Portuguesa
Av. Independência, 270, bairro Independência, Porto Alegre


 

ver todas